fantasy · livros · opiniao · review · romance · young-adult

O Rei Perverso de Holly Black [OPINIÃO]

Olá leitores,

Hoje a review é em Português! Que estranho! Estou tao habituada a escrever as minhas opiniões me ingles, pois normalmente os livros que leio estão na sua versão original em ingles. Mas hoje tenho uma versão traduzida de um livro que gostei muito! Eu li os dois livros desta serie, o primeiro logo em 2018, na sua versão original. E qual não foi a minha surpresa quando vi ‘O Rei Perveso’ à venda num supermercado, eu que nem sabia que o primeiro tinha tradução portuguesa! Fiquei ainda mais feliz quando vi que decidiram manter o tema da capa (pois na minha opinião são lindas).

‘O Rei Perverso’ da autora norte americana Holly Black não necessita de introdução, pois não? Penso que não porque 1) é o segundo livro de uma trilogia e se estão aqui há uma grande chance de já terem lido o primeiro livro ou estarem a pensar nisso e 2) foi e continua a ser um livro muito vendido em Portugal (ja perdi a conta à edição que vai).

Se por qualquer motivo caíram aqui e não sabem do que se trata este livro, vou tentar resumir o que se passa neste mundo fantasioso de Holly Black.

Fanart – Fonte: Pinterest

Jude é uma menina muito jovem quando testemunha o assassinato dos seus pais. Depois daquela noite terrível, ela e a sua irmã gémea são levadas pelo assassino para viver em Faerie. Agora, dez anos mais tarde, Jude tenta viver entre as fadas, enquanto é constantemente lembrada de sua condição humana e mortal. No entanto, ela logo se envolve em um jogo muito elaborado, de muitos lados diferentes, o que causará uma guerra civil nas Cortes de Fadas se o jogo não for jogado corretamente. O rei supremo governou por séculos, mas as pessoas acham que finalmente é hora de ele renunciar e dar a coroa real a um dos seus filhos. Neste mundo imaginário de Holly Black, o rei é que escolhe o seu sucessor (ele não vai automaticamente para o filho mais velho). E o rei supremo tem seis filhos!

Aqui entra Cardan, o filho mais novo do rei supremo. Ele é perverso, charmoso, inteligente e talvez até um pouco cruel. Ah, e ele faz da vida de Jude um inferno na maior parte do tempo.

A historia de ‘Rei Perverso’ passa-se após 5 meses desde o fim do primeiro livro. E tal como em ‘Rei Cruel’ Jude é a nossa personagem principal, e por tudo o que ela passou podemos dizer que ela não tem uma vida muito fácil. E ela faz tudo pelo irmão e irmãs! TUDO!

O facto de ela ser humana o seu status inferior é lhe constantemente lembrado. Mas tudo o que Jude sempre quis foi ser ter um nome para si mesma e tornar-se numa das maiores cavaleiras que as Cortes das Fadas já viu!

Basicamente o que se passa no ‘Rei Perverso’ é que Jude esta sozinha com o novo Grande Rei das Fadas, Cardan (o nosso favorito vilão que não é vilão mas é muito Perverso!). Madoc e Jude estão zangados, Oak está escondido com Vivi, Taryn vai se casar com Locke, Balekin está preso e Cardan, como ja tinha referido, é o novo rei. Ele esta obrigado a fazer tudo o que Jude diz durante um ano e um dia, por causa de uma acordo que ela fez com ele de maneira a salvar Oak.

Porém todos nós sabemos quão rápido um ano pode passar e as coisas podem mudar. Especialmente porque a Rainha das Profundezas Marinhas, Orlagh, está a planear quebrar o tratado com o povo fae da terra, já que ela não tem certeza sobre o novo governante. E ela planeja usar sua filha, Nicasia, de qualquer maneira que puder para ajudar a garantir o seu lugar de poder no reino fae.

E todos estão a tramar neste livro, eu juro. A frase “voltas e mais voltas” nem mesmo começa a descrever os eventos que acontecem neste livro. A intriga política é muito forte.

Cheguei a uma parte em que não sabia em quem ou no que acreditar e certamente em quem confiar. Quase desde o inicio que a Jude é avisada que alguém em quem ela confia a esta a trair, mas a verdade é que nunca pensei que fosse quem foi. Chega a um momento me que não soube em quem confiar, quanto mais a pobre Jude.

Este livro foi uma montanha-russa da primeira página até à última. Na verdade, especialmente a última página foi uma total surpresa.

Eu sei que o final deste livro já fez um grande alarido, e eu concordo! Se ainda não leram este livro e pensam que o suspense do final de Príncipe Cruel foi mau? Oh, doces crianças…. vocês nem imaginam o que vos espera. E, obviamente, eu não vou estragar nada, mas existem tantas maneiras diferentes de interpretar o que aconteceu. Tenho muitas teorias…

Por isso vou TENTAR ser vaga, e dizer apenas que quando amamos alguém ou algo, nós tentamos o proteger a todo o custo. E pronto não digo mais nada!

Despeço-me dizendo que nunca gostei do Locke e depois deste livro passei a gostar ainda menos (e sim, ja sei o que vai acontecer no terceiro livro!). Agora vou descansar um pouco, ler um outro livro porque a emoção deste livro foi muita e depois começo o terceiro livro. Desejem-me sorte!

e-mail: booksbytheana@gmail.com

2 thoughts on “O Rei Perverso de Holly Black [OPINIÃO]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s